Atividades complementares 8º ano integral.

Bom dia, 8º ano! Neste sábado, realizaremos, como complemento das atividades do PET 1, as atividades complementares. E, gostaria de ressaltar com vocês que, a partir de hoje, todos os alunos assim como os professores, trabalharemos somente com os emails institucionais. O email institucional do professor é: ( alexandre.ms@educacao.mg.gov.br ). Dessa forma, portanto, somente serão aceitos as atividades enviadas por este email, ok?

 

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE HISTÓRIA 8º ANO.

 Turma:           turno:

Professor: Alexandre Magno dos Santos.

 

 APÓS LER O TEXTO RESPONDA AS QUESTÕES A SEGUIR.

O que foi o Iluminismo?

O Iluminismo foi um movimento intelectual, filosófico e cultural que surgiu durante os séculos XVII e XVIII na Europa e defendia o uso da razão contra o antigo regime e pregava maior liberdade econômica e política. Este movimento promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais, baseadas nos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade.

Os filósofos e economistas que difundiam essas ideias julgavam-se propagadores da luz e do conhecimento, sendo, por isso, chamados de iluministas.

Qual o contexto do Iluminismo?

Chamado de “século das luzes”, o Iluminismo pode ser entendido como uma ruptura com o passado e o início de uma fase de progresso da humanidade. Essa fase é marcada por uma revolução na ciência, nas artes, na política e na doutrina jurídica, por exemplo.

Nessa época, o mundo começava a passar por transformações. O Renascimento permitiu o desenvolvimento cultural e intelectual baseado nos ideais de liberdade política e econômica defendidos pela crescente burguesia. O poder das monarquias passou a ser criticado, os valores da igreja foram questionados e o Antropocentrismo colocou o homem como centro das questões.

O Iluminismo trouxe consigo grandes avanços econômicos, a Revolução Industrial abriu caminhos para a produção e expansão dos mercados e mudanças políticas que acabaram na Revolução Francesa. O Mercantilismo característico da época anterior deu lugar para a liberdade econômica sem a intervenção do Estado.

Como surgiu o Iluminismo?

O Iluminismo surgiu como uma reação ao Absolutismo que dominava a Europa até então. No Absolutismo todo o poder se concentrava na figura do rei, que vivia com luxos pagos pela classe mais pobre através de impostos.

Os pensadores iluministas queriam trazer a humanidade para a luz da razão, iam contra o domínio da igreja católica e da monarquia absolutista, defendendo o uso da ciência e da razão, assim como maior liberdade nos campos da política e economia. Muitos deles eram contra a religião instituída, mas não eram ateus, eles acreditavam que o homem chegaria a Deus por meio da razão.

Ao contrário do que pregava a religião, os intelectuais iluministas defendiam que o homem era o detentor do seu próprio destino e que a razão deveria ser utilizada para a compreensão da natureza humana. A razão era, portanto, elemento central dos ideais iluministas, afinal, somente a racionalidade poderia validar o conhecimento. Eles acreditavam que a educação, a ciência e o conhecimento eram a chave para essa libertação.

Durante a Idade Média, entre os séculos V e XV, a sociedade europeia foi marcada por forte influência da igreja católica, que defendia uma visão teocêntrica da sociedade e boa parte do conhecimento era fruto das crenças religiosas, de profecias e do próprio imaginário das pessoas. Entre o final deste período e início da Idade Moderna, o progresso da ciência começou a colocar em questão muitos conhecimentos e o próprio entendimento do mundo proposto pela religião.

A descoberta de que a Terra não era o centro do universo, por exemplo, abalou a supremacia do conhecimento eclesiástico. O regime absolutista também era outro fator de insatisfação de boa parte da população, onde as sociedades eram divididas em diversas classes sociais (estamentos) e o clero e a nobreza – que estavam no topo da pirâmide social, que eram sustentados com os impostos do povo.

Esse conjunto de descontentamentos por parte da população levaria à Revolução Francesa, que foi inspirada nas ideias iluministas e representa o principal marco desse movimento intelectual.

Quais as principais características do Iluminismo?

O Iluminismo gerou grandes transformações durante os séculos que o movimento esteve presente. Suas principais características foram:

  • A razão era considerada o fator primordial e legítimo para o alcance da verdade e do conhecimento;
  • Avanço da ciência;
  • Ignorava qualquer crença religiosa que fosse contrária à evidência científica;
  • Oposição ao Absolutismo, ao Mercantilismo, as vantagens da nobreza e a igreja católica;
  • Defesa de maior liberdade política e econômica (sem interferência do Estado);
  • Alguns cientistas acreditavam que a natureza era capaz de explicar o comportamento da sociedade;
  • Predomínio da burguesia;
  • Deus está presente na natureza e no próprio homem;
  • O questionamento das coisas e das verdades era valorizado. Também era imprescindível realizar a investigação com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre a política, economia e sociedade.

ATIVIDADES.

  • Mediante as intencionalidades dos pressupostos iluministas, sobe um olhar contemporâneo, o projeto iluminista conseguiu atingir seus objetivos em toda sua plenitude, e promover melhorias de forma equitativas nas variadas áreas das sociedades, tais como: reduzir a pobreza, melhorias na distribuição de riquezas, levar educação de qualidade a todas camadas sociais. Sob o contexto atual brasileiro explique sua respostas.

 

  • Cite 3 exemplos de legados deixado por este movimento.

 

 

 

O volume de novas ideias e pensamentos que buscavam reexplicar o mundo com base na visão iluminista assumiu grandes proporções durante o século XVII. No propósito de reunir esse conjunto de ideias, alguns intelectuais franceses, como Denis Diderot e D’Alembert, foram os responsáveis por produzir uma grande enciclopédia (publicada entre 1755 e 1772)

 

  • O texto a seguir, do historiador estadunidense Robert Darnton e sobre a Enciclopédia criada pelos iluministas franceses. Leia-o com atenção.

É importante salientar um fato fundamental que se tornou evidente para as autoridades francesas tão logo o primeiro volume de primeira edição chegou às mãos dos assinantes: a obra era perigosa. Não se tratava meramente de uma coleção, em ordem alfabética, de informações a respeito de tudo; a obra registrava o conhecimento segundo os princípios filosóficos expostos por D` Alembert no discurso preliminar.

Embora reconhecesse formalmente a autoridade da igreja, D`Alembert deixava claro que o conhecimento provinha dos sentidos, e não de Roma ou da revelação. O combinava as informações dos sentidos, trabalhava com as faculdades irmã, memória e imaginação. Assim, tudo o que o homem conhecia derivava do mundo que o rodeava e do funcionamento de sua própria mente.

Com relação o texto exposto responda:

 

Qual era o regime político adotado na França quando a Enciclopédia dos Iluministas foi publicada, em 1715?

Como a enciclopédia dos iluministas foi vista pelas autoridades e por quê?

O que tornou a enciclopédia tão “ herética “, isto é, tão revolucionaria?

Referências.

Iluminismo – o que foi, principais pensadores e características. Pravaler, 2021. Disponível em: < https://www.pravaler.com.br/iluminismo-o-que-foi-principais-pensadores-e-caracteristicas/>. Acesso em: 12/03/2021.

 

Deixe uma resposta

Atenção: Preencha todos os campos e informe seu nome completo!