Português- Atividades Complementares (parte 3)

Olá querido(a) aluno(a)!

As atividades do PET complementar correspondem à 40% de sua carga horária. É muito importante que as realizem com capricho e atenção. Caso necessário, volte aos vídeos das aulas passadas para entender melhor a matéria: notícia.

Lembre-se sempre de preencher o cabeçalho com:

-Nome completo;

-Turma;

-PET Complementar (parte 3)

Atividades para hoje:

*De acordo com o texto, copie e responda às questões 4 e 5 em seu caderno.

Tema: notícia

LEIA A SEGUINTE NOTÍCIA PARA RESPONDER AS QUESTÕES PROPOSTAS!

 Menino de 12 anos é vítima de Bulliyng em Ilhabela

Mãe do menor diz que procurou o Conselho Tutela e que esperava uma posição mais firme da escola.

Um menino conta que vem sofrendo agressões dentro de uma escola particular, em Ilhabela. E o que inicialmente era uma brincadeira de mau gosto, agora virou agressão física. A vítima, um menino de 12 anos, diz que estava recebendo provocações e ameaças desde o início do ano. Até que os colegas mais velhos partiram para agressões. “A primeira vez me tacaram no lixo. A segunda me deram bolada e a terceira foi o tapão na cara”, diz o aluno.

A mãe dele, que prefere não se identificar, procurou a escola. Ele esperava que a instituição tomasse providências. “Todos os dias eu ligo pra escola, quando não é na hora do intervalo eu ligo um pouquinho antes da saída. Não estou vendo assim um resultado, uma preocupação. Pra eles é uma coisa corriqueira de criança, mas isso não é não. Isso é Bullying”, diz a mãe do aluno.

A escola é particular e fica no bairro Barra Velha em Ilhabela. A entrada da equipe da TV Vanguarda não foi autorizada na escola, nem a direção quis receber a equipe. Foi realizada uma reunião entre os pais dos alunos envolvidos para entender melhor o caso. Segundo o advogado da instituição, a partir de agora serão tomadas algumas medidas necessárias. “Se houve algum tipo de infração nós tomamos as medidas inicialmente de advertência, suspensão e até a transferência compulsória”, diz o advogado da escola Silas D’Ávila Silva.

A mãe do menino agredido não concordou com a postura da escola na reunião. “Não adianta pedir desculpas, eu quero que a coordenação da escola tenha realmente um pulso firme ali pra ver exatamente o que tá acontecendo, porque o problema não tá em uma criança. O problema tá em um grupo, em um todo e que eu acho que a coordenação da escola ta falhando nisso. Eu procurei, sim, o Conselho Tutelar, já tomei todas as medidas cabíveis e vou continuar”, diz a mãe.

A escola, também por meio do advogado, informou que ainda não considera o caso como sendo de Bullying. E que desenvolve atividades para evitar conflitos no ambiente escolar. “Esse assunto é tratado com os alunos com palestras, filmes e um trabalho constante da própria coordenação da instituição no sentido de coibir, fiscaliza e chamar a atenção de quem estiver agindo de forma diferente”, diz Silas.

O aluno disse que não conhece esses trabalhos. “Ninguém ensinou que não podia fazer. Ninguém tratou isso, Bullying”, diz o aluno. “Foi uma bolada, um bofetão, amanhã pode ser coisa mais grave, pior né? Muito pior como a gente vê acontecendo aí”.

A produção da TV Vanguarda procurou o conselho tutelar de Ilhabela. A recomendação em casos como esse é, primeiro, procurar a Diretoria de Ensino responsável pela escola envolvida. No litoral, a diretoria fica em Caraguatatuba. O Conselho Tutelar também pode ser procurado, para acompanhar o caso e orientar a vítima e os agressores psicologicamente. Em casos mais extremos, o próprio Conselho Tutelar pode registrar um Boletim de Ocorrência na polícia. Se os pais preferirem, eles mesmos podem ir até a delegacia para registrar a queixa.

(27/09/2012 18h17http://glo.bo/LiWk6t G1 notícias)

4- Explique qual é a importância de se apresentar os depoimentos na notícia.

 

5- Defina um conceito para notícia.

***********************************************************************************************************************************************

Encaminhe a foto, com imagem legível, para o e-mail: maria.souza.siqueira@educacao.mg.gov.br

*Ao acessar a Plataforma de Estudos, responda “Presente”, no campo “Comentários”.

*Qualquer dúvida, estou à disposição.

Bons estudos!

 

 

(4) Comentários

Deixe uma resposta

Atenção: Preencha todos os campos e informe seu nome completo!